Blog

abr27

 

Com muitas pesquisas e referencias bíblica chegamos à elaboração desse pequeno texto instrutivo para os casais que têm duvidas sobre o padrão de moralidade sexual do cristão como servo de Deus, pois esse é um tema muito polêmico entre os Cristãos.

Ainda existem muitos tabus sobre o assunto, o que levam os pastores e pregadores a não tratarem no assunto, levando muitos a pecarem por não terem conhecimento nem quem lhes instrua…
Na Bíblia não existe nenhum livro que ensine como deve ser as praticas sexuais do casal, como devem agir, ou quais posições podem ou não fazer. Esse livro sagrado não se refere diretamente a assuntos de moralidade sexual, mas sim indiretamente nas entre linha, para que possamos buscar estudar a bíblia mais a fundo.
Muitos pecam por não terem conhecimento sobre as escrituras, e acabam interpretando-as de forma errada.

Em I Coríntios 7 : 4 diz: “A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.” Muitos interpretam da seguinte forma: “já que eu mando no copo dela/dele, vai ter que fazer o que eu quiser”. Mas não é bem assim, o sexo só deve ser praticado pelo casal se for por consentimento dos dois: Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência. I Coríntios 7 : 5.

Quanto ao sexo anal, (caso você tenha conhecimento e saiba interpretar), em Romanos 1 : 26 diz: “Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.” 27: “ E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.” Os versículos estão bem claros, relata a pratica homossexual e a pratica errada do sexo, relatando ainda que as mulheres mudaram o uso natural (sexo vaginal), para suprir assim seus desejos carnais.

As pessoas que praticam sexo anal com frequência, homossexuais, travestis e prostitutas são obrigados a usarem absorventes durante todos os dias do mês, pois o ânus perde sua elasticidade própria, deixando escapar flatos ao soltar gases (deixando escapar fezes), que em contato com o órgão urinário causa danos. Isto é anti-higiênico. Ao retirar o pênis do ânus e introduzir na vagina, o homem esta transmitindo germes do ânus que irão infeccionar a vagina, as fezes contem coliformes que podem provocar infecções no aparelho urinário, pois não têm defesas para combater os mesmos.Em relatos, algumas mulheres relataram que a dor que sentem é pior de que a dor que sentem na sua primeira vez (a pratica convencional), não sentido prazer na pratica.

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós”?
“Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo”. I Coríntios 3 : 16-17. Se nosso corpo é templo do Espirito Santo, e esta sendo danificado por essa pratica, automaticamente podemos chegar a conclusão que a pratica do sexo anal é pecado.

Não busque satisfazer seus desejos carnais, mas primeiro busque aconselhamento sobre os assuntos que você não tenha conhecimento, o mesmo serve para textos que podem ser interpretados de dupla forma. Ore à Deus e peça que o Espirito Santo possa te instruir.

Casais Avivados.

otimista_pesimista_casaisavivados
abr23

Certo dia uma esposa Otimista e seu marido Pessimista estavam no deserto do Saara. Caminhando, caminhando… até eles perceberam que a água do cantil  havia acabado. E se não encontrassem uma fonte, morreriam de sede.

Enquanto o Marido Pessimista dizia assim para  sua Esposa :

_ Vamos parar de andar? Já que vamos morrer mesmo, para quê apressar a morte se não vamos encontrar água nesse deserto?

A Esposa muito otimista sorriu ao Marido sem entender o porquê os opostos se atraem, respondeu:

_Não!  Marido, vamos continuar andando. Estou sentindo que próximo daqui encontraremos água. Não vamos desanimar e sairemos daqui vivos!

Resmungando e sempre contrariado, Pessimista não larga do pé de Otimista. Até que os dois avistaram um fio de água escorrendo de uma pedra, como se brotasse daquele local uma fonte.

A esposa otimista ficou extasiada, pulava feliz comemorando:

_Viva! Não disse, Marido (Pessimista)? Olhe que beleza! Encontramos água! Encontramos a vida! Essa linda cachoeira  irá nos salvar!

O marido pessimista olha para a água que descia das pedras e diz com desdém:

_Cachoeira que nada!  Um fio de água desse não é motivo para comemoração… Será que não está poluída? Acho que essa água não presta! Se fosse boa não estava no meu caminho. Dessa água eu não beberei!

E a vida  segue seu curso como um rio, águas sempre renovadas.   Otimistas transformam um filete de água em uma linda cachoeira, enquanto os pessimistas conseguem poluir um rio inteiro.

Enfim, Otimistas vivem um dia de cada vez, sem atropelos, pois seus passos são planejados, firmes  em suas posições( políticas, filosóficas,sexuais, religiosas…)  são guias da própria história, enquanto os Pessimistas dificilmente chegarão a lugar algum,  pois não acreditam no próprio potencial, não lutam e sem batalhas não há vitórias, por isso são  guiados pelas histórias dos outros.

 

Deixe o otimismo fazer morada em sua vida!

Bispo Ciani

Casais Avivados.

abr01

O que fazer?

Ter altos e baixos em um relacionamento é muito comum, e a preocupação que ele possa chegar ao fim é inevitável.

Mas o que fazer para sair da crise?

Em primeiro lugar, é importante você saber que ninguém quer que você arraste um relacionamento que não está propício a dar mais certo. Entenda que nem sempre nascemos um para o outro, e às vezes ele chega ao fim.

Você tem que analisar se compensa lutar por ele, se vale a pena continuar na relação. Se achar que sim, então siga as #Dicas abaixo:

  • #Entenda seu parceiro: todos nós temos dias bons e ruins, e nem sempre estamos dispostos a sorrir. Algumas pessoas esquecem que o relacionamento também tem problemas, mas isso não significa que é o fim de tudo. Principalmente se os dois são casados, existem vários fatores que podem levar a discussões, como: financeiros, filhos, etc. Uma conversa pode fazer com que aquele clima pesado dissolva rapidamente. Deixe-o falar, e fale o que acha e pensa sobre o assunto em questão, assim, com diálogo, vocês resolverão os problemas.
  • #Mas e se o parceiro não quiser conversar: dê a ele o tempo. Se ele está nervoso, irritado, puxar uma conversa só irá fazer com que ele fique mais chateado, afinal, ele disse que não queria conversar. Algumas pessoas gostam de ficar caladas e pensar na situação para assim só depois dialogar. Respeite!
  • #Não sinto que ele me queira mais: talvez você note que ele perdeu o interesse em você. Mas nem sempre as coisas são como você pensa. Você precisa analisar o que o afasta. Se são problemas que ele tem enfrentando, as brigas. E trabalhar no ponto principal, que é estabelecer a confiança no relacionamento. Se são problemas financeiros, participe. Mostre que o apoia, e que não importa a situação, você a ama. Se são as brigas, evite-as. Nem tudo a gente tem que brigar, discutir. O relacionamento é feito de compreensão mútua, e é preciso ceder as vezes.
  • #Sente que o encanto acabou: mas porque acabou? Você faz alguma coisa para traze-lo de volta? Não é só o homem, ou só a mulher que tem que fazer isso, são os dois. Faça coisas novas, como eram antes no namoro. Convide para passar um tempo a sós. Se tem filhos, e não tem mais privacidade em casa, chame-o para passar uma noite fora. Surpreenda-o, arrume alguém responsável para ficar uma noite com as crianças e deixe a casa só para vocês. Crie um clima romântico, um jantar, assistir um filme romântico.

Lembre-se que para se ter um bom relacionamento tudo depende dos dois, mostre a ele que se importa com isso, que não quer o fim. E com certeza resolverão o que os impedem de serem novamente felizes. #eca2018 #casaisavivados

abr01

Hábitos para construir um casal feliz e estável

O amor de um casal é um dos sentimentos mais maravilhosos que um ser humano pode sentir. O sentimento de ter encontrado o amor de sua vida não se compara com nenhum outro, mas muitas vezes a felicidade termina porque não sabemos como cuidar do outro ou simplesmente não cuidamos de cultivar bons hábitos que nos aproximem e melhorem a pessoa nós amamos.

15 Hábitos para construir um casal feliz e estável

1. Vá para a cama juntos. Quando você faz isso, você está dando prioridade ao seu relacionamento sobre outras atividades e obrigações. Coincidindo no momento de ir para a cama é abrir um espaço de comunicação, contato e desejo sexual que não acontecerá se um dos dois atingir a cama quando o outro já está dormindo.

2. Dedique pelo menos uma hora por semana para estar junto e sozinho. É muito comum que ao longo do tempo os casais deixem de dar prioridade ao tempo que passam sozinhos e sacrificam esses espaços para assumirem deveres ou outros compromissos. Mesmo que ambos estejam muito ocupados, é importante que eles dediquem  pelo menos uma hora por semana para realizar alguma atividade que eles desfrutem como um casal. Passar o tempo sozinho fortalece seus laços e revive a emoção do amor com que o relacionamento começou.

3. Converse antes de dormir. Em vez de adormecer na frente da tela da TV, tente falar por um tempo. O momento antes de desligar a luz da mesa noturna é a chave para a privacidade, é quando você libera as preocupações e estresse do dia e você pode se aproximar do outro para contar seus problemas, conversar sobre alguma curiosidade ou descobrir o que aconteceu no seu dia.

4. Sempre beije boa noite. Esse gesto, embora pareça insignificante, fortalece os laços de amor que existem entre os dois. Quando eles beijam antes de dormir, seus corpos se lembram de por que eles estão juntos e seus cérebros vão descansar mantendo como uma última lembrança do dia um gesto amoroso por parte de seu parceiro.

5. Cumprimente-se com um beijo na boca sempre que se encontram. Como o beijo da boa noite, este beijo reforça seu vínculo como casal e lembra todo o seu corpo que você ama esse homem ou aquela mulher.

6. Abrace mais. O contato físico com um parceiro é essencial para manter viva a força do amor entre os dois. Quando você o abraça, você cria um espaço de refúgio e contenção; De alguma forma, você está dizendo o seu amor “Eu protejo você e você me protege, se estivermos juntos, nada pode nos derrotar”. Sabendo que no final do dia eles se encontrarão novamente com um abraço se tornará um sentimento reconfortante que ambos esperam.

7. Cultivar um senso de humor. O senso de humor em um casal explica o nível de cumplicidade que existe entre os dois. Eles compartilham suas vidas, assumem responsabilidades juntas, são amantes, mas também são amigos; Eles sabem um do outro e quando eles retém a capacidade de rir juntos (mesmo de si mesmos), eles estão cultivando um hábito saudável de intimidade e camaradagem.

8. Ouça entender, não responder. Quando você discute ou discute com seu parceiro, não procure por “suas fraquezas”, não escute suas razões pensando em como responder a estar certo. O importante não é ganhar, mas fortalecer o relacionamento. Escute para compreendê-lo, tente, por mais difícil que seja a situação, coloque-se em seu lugar e peça que faça o mesmo quando indicar seus motivos. Praticar a escuta empática em pares melhora consideravelmente os laços de confiança e comunicação.

9. Manter o princípio da boa fé. Nunca pense que ele ou ela faz algo para te machucar. Se você entrar em uma discussão assumindo que seu parceiro quer machucá-lo deliberadamente, você está perdendo o princípio da boa fé e cultivando uma atitude de discussão e não de conciliação. Se um casal está relacionado com o amor, nenhum irá agir para ferir deliberadamente o outro.

10. Fale sobre sexo. Se você não fala sobre sexo com seu parceiro, então, com quem você fará isso? Este é um assunto tabu em muitas pessoas e em muitos relacionamentos, mas não há nada mais saudável do que colocá-lo na mesa e falar sobre isso. Além de abordá-los intimamente e criar um ambiente emocionante e sensual, falar sobre sexo permitirá que ambos expressem seus gostos e necessidades em um quadro de confiança e amor. A sexualidade é um dos eixos centrais do vínculo amoroso e, como todos os aspectos de um relacionamento, é necessário cultivá-lo, cuidar dele e torná-lo dinâmico para não entrar em rotinas ou círculos viciosos.

11.Perdoe do coração. Quando você perdoa um erro, faça isso pelo coração. Imagine que seu coração funciona como um computador e, dizendo a palavra “desculpa”, está esvaziando a lixeira. Depois de pronunciar esta palavra, qualquer ofensa ou dano que você perdoou será eliminado e você não encontrará vestígios desses arquivos prejudiciais ou com a ajuda de um hacker. Solte o assunto e nunca discuta em futuras discussões.

12. Sempre tenha um projeto juntos. Pensar em um projeto em conjunto é uma maneira de criar novos vínculos e manter vivos os vínculos que já os vinculam. Às vezes, os casais são fortalecidos o suficiente quando iniciam grandes projetos, como se casar ou ter filhos, mas uma vez que esses planos já estão em andamento, eles esquecem de gerar novas expectativas. Você pode inventar planos simples, como fazer uma coleção, aprender a cozinhar como um casal, exercitar … qualquer desculpa é válida para o seu parceiro e você faz novos caminhos juntos.

13. Chamada durante o dia. Isso é algo muito simples, mas poderoso. Quando você liga ou manda uma mensagem ao seu parceiro ao longo do dia, você está dizendo “Estou pensando quando você não está comigo” ou “Eu preciso de você”.

14. Dê-se espaço pessoal. Assim como é importante gerar um espaço para estar juntos, é essencial que ambos conservem um espaço pessoal onde são livres para cultivar gostos pessoais ou compartilhar com amigos ou familiares sem o seu parceiro. Que ele ou ela saia para ver seu melhor amigo uma tarde, ou que um dos dois está andando sozinho pode ser um sinal de que eles levam uma vida saudável. A independência é saudável e necessária.

15. Resolva seus conflitos nas discussões. Muitos casais só falam sobre seus problemas quando eles têm argumentos. Falar sobre as coisas que não vão tão bem, evitando essas situações estressantes, ajuda os problemas a serem resolvidos na raiz e de forma mais efetiva.

Tente colocar em prática esses 15 hábitos diários e você verá como em pouco tempo sua vida como um casal floresce, permitindo que os laços com seu amor sejam fortes e saudáveis.

 

Casais Avivados !